Pular para o conteúdo

SAIBA COMO PREVENIR O CÂNCER DE INTESTINO

Por: Dr. Leonardo Maciel em 03/07/2021

Saiba como prevenir o câncer de intestino

O câncer colorretal (intestino) é um dos tipos de tumor mais facilmente preveníveis e eficientemente curáveis, desde que se faça um diagnóstico precoce.

Enquanto a prevenção envolve hábitos de vida saudáveis ao longo da vida – principalmente em relação à alimentação-, o diagnóstico deve ser feito por meio do rastreamento dos grupos de risco, incluindo pessoas com predisposição hereditária, que têm casos da doença em pessoas jovens da família.

Além disso, sintomas comuns como sangramento anal, sangue nas fezes, mudança abrupta do funcionamento do intestino e perda de peso inexplicável devem sempre ser avaliados por um coloproctologista.

Agora, confira as dicas de prevenção que, aliás, são úteis para evitar outros tipos de tumor e inúmeras doenças:

1) Faça o rastreamento – A American Cancer Society recomenda testes a partir dos 45 anos para pessoas com risco médio.

2) Coma muita fibra, vegetais, frutas, grãos inteiros e beba muita água – A alimentação não natural está associada ao aumento da doença.

3) Faça atividades físicas regularmente – Pessoas que não são fisicamente ativas podem ter uma chance maior de desenvolver câncer colorretal.

4) Mantenho seu Índice de Massa Corporal dentro do saudável – Estar acima do peso ou ser obeso aumenta o risco de desenvolver e morrer de câncer retal ou de cólon.

5) Não fume – Os fumantes têm maior probabilidades de desenvolver e morrer de câncer intestino.

6) Evite bebidas alcoólicas – O consumo de bebidas alcoólicas tem sido associado a um maior risco de câncer colorretal.

7) Atente-se ao histórico familiar – Até 25% dos casos de câncer colorretal possuem componentes genéticos hereditários.

Dr. Leonardo Maciel

Postado por: Dr. Leonardo Maciel, publicado em: 03/07/2021

Médico com residência médica em Cirurgia Geral, Coloproctologia e Endoscopia Digestiva. Mestre e Doutor em Cirurgia. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia e do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.