Pular para o conteúdo

PÓLIPOS DO CÓLON E DO RETO

Por: Dr. Leonardo Maciel em 02/11/2019

PÓLIPOS DO CÓLON E DO RETO

Os pólipos são crescimentos anormais de tecido, que surgem da camada interna do intestino grosso (cólon), chamada de mucosa, e se projetam para o interior do canal intestinal (lúmen). Alguns pólipos são planos, outros têm um pedículo. Os primeiros são chamados de sésseis, e os últimos de pediculados.

Os pólipos são um dos problemas mais comuns que afetam o cólon e o reto, e ocorrem em 15 a 20% da população adulta. Embora a maioria dos pólipos seja benigna, é possível estabelecer a relação de certos pólipos com câncer.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DOS PÓLIPOS?

A maioria dos pólipos não apresenta sintomas, e são frequentemente encontrados durante um exame endoscópico do cólon. Outros, no entanto, podem causar sangramento, secreção de muco, comprometimento da função intestinal ou, em casos raros, dor abdominal.

COMO OS PÓLIPOS SÃO DIAGNOSTICADOS?

Os pólipos são diagnosticados pela observação direta da (revestimento interno do cólon).
Existem três tipos de exames endoscópicos colorretais: (1) sigmoidoscopia rígida, (2) sigmoidoscopia flexível e (3) colonoscopia. A sigmoidoscopia rígida permite o exame dos seis a 12 cm do reto. Na sigmoidoscopia flexível, o reto, o sigmoide e parte do cólon descendente podem ser examinados.

Tanto a sigmoidoscopia rígida e a flexível não requerem medicação sedativas para serem realizadas. A colonoscopia utiliza um instrumento flexível, e geralmente permite a inspeção de todo o cólon. A preparação intestinal é necessária, e a sedação é frequentemente usada.

É NECESSÁRIO TRATAR OS PÓLIPOS?

Como não existe uma maneira infalível de prever se um pólipo se tornará maligno ou não, é aconselhável a retirada de todos os pólipos diagnosticados. A grande maioria dos pólipos podem ser removidos durante a colonoscopia com instrumentos simples.

A maioria dos exames colonoscópicos, incluindo aqueles em que há remoção de pólipos, podem ser realizados em nível ambulatorial (sem necessidade de internação hospitalar), com um mínimo de desconforto para o paciente. Pólipos grandes podem requerer mais de um tratamento para uma extração total.

Alguns pólipos não podem ser removidos com instrumentos simples devido ao seu tamanho e localização; nesses casos, pode ser necessário procedimentos endoscópicos mais complexos, ou até mesmo cirurgia.

PÓLIPOS PODEM REAPARECER?

Uma vez que um pólipo é completamente removido, é muito improvável que ele reapareça; embora os fatores que causaram o surgimento desse pólipo não desapareçam.
Pelo menos 30% das pessoas que tiveram pólipos, tem risco de apresentarem outros ao longo de sua vida. Um médico experiente no tratamento de doenças do cólon e do reto, sabe como orientar corretamente qual a frequência de exames para avaliar o surgimento de pólipos colorretais.

Dr. Leonardo Maciel

Postado por: Dr. Leonardo Maciel, publicado em: 02/11/2019

Médico com residência médica em Cirurgia Geral, Coloproctologia e Endoscopia Digestiva. Mestre e Doutor em Cirurgia. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia e do Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *