Endoscopia Digestiva

Saiba mais detalhes sobre os exames de Endoscopia Digestiva Alta e Colonoscopia realizados na Clínica Digestiva.

O que é Endoscopia Digestiva?

A endoscopia é um procedimento não cirúrgico usado para examinar a mucosa (interior) de alguns órgãos do aparelho digestivo. Utilizando um endoscópio, um tubo flexível com uma luz e câmera acoplados, o médico endoscopista normalmente poderá examinar o interior do esôfago, estômago, duodeno, reto e cólon. Além disso, ele poderá realizar fotografias, vídeos e biópsias (retirada de um pequeno pedaço da mucosa intestinal para exame).

Quais as indicações para realização de um exame endoscópico do aparelho digestivo?

Durante uma endoscopia digestiva alta, o endoscópio é facilmente passado pela boca e garganta, permitindo que o médico examine a mucosa o esôfago, o estômago e o duodeno. Da mesma forma, o endoscópio pode ser utilizado para o exame do intestino grosso (cólon), sendo introduzido através do ânus e do reto. Esse procedimento é chamado de sigmoidoscopia ou colonoscopia, dependendo de quais os segmentos do cólon são examinados.

As principais razões para se realizar um exame endoscópio são:

A endoscopia digestiva também pode ser realizada para tratar um problema do trato digestivo. Esses exames são chamados de exames terapêuticos. Por exemplo, o exame endoscópio pode não só detectar o sangramento ativo de uma úlcera, mas dispositivos podem ser passados através do endoscópio para parar o sangramento. No cólon, os pólipos podem ser removidos através dos endoscópios para evitar o desenvolvimento de câncer de cólon.

  • Dor epigástrica (dor no estômago)
  • Úlcera, gastrite, dificuldade para engolir
  • Alteração recente da função intestinal como constipação ou diarreia
  • Rastreamento para o câncer colorretal
  • Dor abdominal

Informações importantes sobre os exames endoscópicos

Saiba mais sobre como são realizados a endoscopia digestiva alta e colonoscopia.

Como são realizados os exames endoscópios

Os exames endoscópicos normalmente são realizados com o paciente sedado e duram cerca de 15 a 30 minutos. Para realização de uma endoscopia digestiva alta o único preparo requerido é o jejum de seis a oito horas antes do procedimento. Para realização da colonoscopia é necessário a realização de uma limpeza do cólon, chamada de preparo intestinal ou colônico. Essa limpeza é obtida com emprego de uma dieta especial sem resíduos e o uso de laxativos.

Realizando exame endoscópio

Quais os riscos dos exames endoscópicos?

Tanto a endoscopia digestiva alta, quanto a colonoscopia são considerados procedimentos seguros, com baixa incidência de complicações. No entanto, como todo ato médico, eles não são isentos de riscos.  As principais complicações relacionadas à endoscopia digestiva alta se devem à sedação. As medicações empregadas na sedação podem provocar reações locais (flebite no local da punção venosa) e sistêmicas (alterações na respiração, na pressão arterial e no ritmo cardíaco). Essas últimas quando ocorrem, são prontamente detectadas por meio de monitores e imediatamente tratadas. Na colonoscopia além das possíveis complicações relacionadas à sedação, podem ocorrer complicações devido ao preparo de cólon e ao exame em si. O uso de laxantes durante o preparo intestinal pode ocasionar tonturas, náuseas, vômitos, cólicas intestinais, e mais raramente desidratação. As complicações relacionadas ao exame colonoscópico são também incomuns, ocorrendo em 0,1% a 0,5% dos exames em geral. Mesmo em procedimentos terapêuticos,  em que há maior risco de intercorrências, as complicações ocorrem em menos de 2% dos casos.  As mais graves como sangramentos ou perfuração intestinal, ocorrem em 0,05% e 0,5% dos casos respectivamente, e podem ser tratadas em sua maioria absoluta com sucesso em sem sequelas.

Riscos endoscopia

Fale conosco!

Ligue para nós no telefone (19) 3392-9932 ou entre deixe uma mensagem através do formulário abaixo que responderemos em breve:

 







Todos os campos são de preenchimento obrigatório.